Ensaio : Texto literário breve , entre o poético e o didático , expondo idéias , críticas e reflexões morais e/ou filosóficas acerca de certo tema. Defesa de um ponto de vista pessoal e subjetivo sobre um tema , sem que se paute em formalidades como documentos ou provas empíricas ou dedutivas.
Manifesto : Declaração publica de razões que justifiquem certos atos ou fundamentos. Ato de manifestar um desejo , atitude ou repúdio.

O Blog é aberto a todos que quiserem participar. Envie o seu ensaio ou manifesto para ensaiosemanifestos@hotmail.com , não há restrições quanto a temas ou conteúdo , desde que tenha qualidade será publicado , com o nome do autor responsável e um endereço de e-mail para contato. Se preferir participe opinando : adore , deteste , apedreje ou insense.


sábado, 2 de abril de 2011

O Espírito do Espiritismo





Por : Lord Vader

Dentre tantas crenças e convicções filosófico - religiosas que povoam o imaginário coletivo , uma em particular me deixa bastante perplexo em relação tanto aos seus princípios como quanto a seus seguidores : a crença nos espíritos , e sua idéia central de que estes seres são almas de pessoas mortas que exercem sobre aquele que crê uma influência invisível, mas poderosa , podendo inclusive se apossar dos vivos e das coisas que os cercam. Sabidamente esta é uma crendice universal que acompanha o ser humano ao longo da história , difundida desde povos profundamente primitivos, até os povos tidos como civilizados do ocidente , pretensamente esclarecidos e até intelectualizados, que alimentam esta crença metafísica tão impregnada na cultura das massas, aparentemente vivendo satisfeitas em seus próprios castelos de superstição.

A despeito da força das correntes filosóficas materialistas , e até mesmo do escárnio público , essa crença segue inabalável entre um imenso número de adeptos que utilizam a fábula dos espíritos como uma defesa pessoal contra suas emoções mal controladas , ou mesmo a favor da infantil não aceitação da própria e inegável finitude e degeneração. O espiritismo é uma orgia necrofílica que arranca seus seguidores dos laços
com o mundo tangível e material, e os coloca na trincheira entre dois universos existênciais : para eles a realidade física é, ao mesmo tempo, um mundo povoado de espíritos. Neste aspecto , consegue ser ainda mais decadente do que o próprio cristianismo, detentores do ressurecionismo por excelência.

O espiritismo é, antes de tudo, uma proteção contra a má vontade dos mortos. Uma manifestação histérica herdada dos povos mais primitivos e das instâncias mais arcaicas da mente humana , pois data de tempos imemoriais a oferta de agrados nos túmulos de ancestrais, hábito enraizado em tantas culturas antigas ou
pouco evoluídas. Configura-se porém em nossos dias num ritual de caráter delirante, alucinatório e catatônico.



O espiritismo nada mais é do que a realização dos complexos inconscientes de seus praticantes , pois é justamente nas idéias delirantes que mais claramente vêm à tona o obscuro e o secreto de cada um. Os espíritos são fruto de fantasias patológicas ou idéias desconhecidas perdidas no inconsciente dos crentes , sejam estas idéias boas ou más. Acredito francamente que a maioria das idéias projetadas são positivas visto que os praticantes do espiritismo são, ao menos na grande parte que conheço, pessoas afins de fortes princípios éticos , que encontram nesta religião, antes de mais nada ,uma excelente oportunidade para aliviarem o inevitável mal estar de possuírem mais do que precisam para viver bem , o que, no final das contas, não seria uma coisa ruim , no sentido estritamente pragmático , visto que estas pessoas usam a religião também como filantropia.

Seus sacerdotes , durante seus acessos histéricos (simulados ?) distribuem suas próprias perturbações mentais às pessoas que estão à sua volta à procura da orientação dos ditos espíritos manifestados através do médium , sem perceberem que estão sendo vítimas de uma estúpida ilusão . Esses espíritos não passam de meros complexos que eclodem do inconsciente do médium , e aparecem sob a forma de uma projeção simulada . Exatamente o mesmo processo milenar dos cultos animistas e xamãnicos , ainda praticado nas religiões africanas e demais ritos bárbaros (no sentido de pouco esclarecidos), que obviamente representam
grande parte da tradição mitológica ancestral. Entretanto , em nossos dias , o espiritismo se apresenta servido sob uma roupagem pseudo científica , etérea e intelectualizada, sempre à procura de quem os considere.

Por outro lado, pode ser apresentada também como encantador exercício de antropologia (o que de fato é) e integração cultural, no caso do espiritismo dito de baixa roda , ambos faces diferentes da mesma moeda (porém os segundos praticantes são de um modo geral severamente discriminados pelos pretensamente caridosos primeiros).
A atmosfera primitiva em que surgiu pela primeira vez a palavra "espírito" ainda sobrevive inegávelmente na humanidade , mesmo que em um nível situado abaixo da consciência. Mas, como nos mostra o espiritismo moderno, não é preciso muita coisa para trazer à tona esta parcela na mentalidade naqueles que não se valem totalmente do julgamento do intelecto frente ao emocional. Parece que basta apenas ser necessário acreditar.





Lord Vader
ensaiosemanifestos@hotmail.com

12 comentários:

  1. Para um ateu como eu é inegável o interesse deste texto e a desmistificação que ele contém.
    Parabéns por mais este exercício de liberdade.

    ResponderExcluir
  2. Em primeiríssimo lugar, como sempre deve ser, espero que estas críticas (tão injustamente elaboradas) sejam fundadas sobre base de própria pesquisa e leitura de seu autor.
    Acho, porém, de certo impossível um autor de um texto com esse teor de pré-conceito ter lido qualquer dos livros de Allan Kardec, depoimentos de Chico Xavier e outros assuntos do gênero. A começar pelo que julgo religião, concordo que é absolutamente compreensível esse ódio que, no fundo, qualquer pessoa um pouco de informação tem por Igreja e organizações de cunho religioso. Não me faltariam exemplos de como a Igreja feriu, matou e injustiçou seus próprios fiéis. Sim, fui atéia tantos anos por ouvir apenas relatos nojentos e frios sobre o comportamento ambicioso e bizarro de tantas organizações "religiosas".
    Porém, um mês atrás, me deparei com um livro chamado "O Campo" (Lynne Mctaggart) que fala em descobertas da física quântica que explicam muitos dos fatos de caráter "esotérico". São coisas que Allan Kardec, em 1860, já tinha conhecimento e explicações plausíveis (explicações essas que foram em muitas confirmadas pela própria ciência em si). O espiritismo não ilude ninguém e tão pouco ´´e característica de seus adeptos "não se valer totalmente do julgamento do intelecto frente ao emocional".
    Acho realmente triste um site de tão boas intenções tropeçar onde todos tropeçam: a crítica sem base.
    Isso só os deixam à margem da mediocridade, e isso sim (e não o espiritismo) deveriam deixar os senhores perplexos.

    ResponderExcluir
  3. Prezado Fuuur ,

    Obrigado pela sua participação . Quando redigi o manifesto em questão estava ciente de ataques e manifestações contrárias e apaixonadas que porventura apareceriam , visto que o assunto religiosidade desperta paixões violentas nos seres humanos.
    Sim , já li o livro dos espíritos de Kardec , que sequer foi citado . Se quer saber a minha opinião , achei um livro divertido , e dentro do espírito (sem trocadilho) do seu tempo , assim como , ao peregrinar por Père Lachèse , fiz questão de verificar o túmulo do sujeito.
    Não há qualquer teor de ódio em minhas palavras , apenas um mero esboço de idéias que não tem a menor intenção de ofender aos seuas praticantes , mitos dos quais inclusive são bons amigos meus , mesmo sabendo de minhas impressões sobre suas crenças.
    Em relação ao livro que leu , não conheço , mas sinta-se à vontade para escrever um ensaio sobre ele e nos enviar , que com certeza será publicado neste espaço livre , caso reuna qualidade e clareza.

    Continue a participar !

    [ ]s Vader

    ResponderExcluir
  4. Só consigo dizer uma coisa........
    Você vai um dia mudar de ideia e se retratar...

    há se vai........

    E com toda certeza será diante do tão combatido mundo dos espíritos.

    Não tem aqui nehuma crítica, mal humor, ou vontade de te provocar.. Só uns simples comentários.

    Muita paz...

    ResponderExcluir
  5. Caríssimo Darth Vader,
    posto sem nenhuma intensão passional. Trata-se apenas um novo esboço de idéias em réplica ao seu post.
    Respeito suas opiniões pessoais.Contudo, é fundamental observar que a base delas é largamente equivocada.
    Há falhas substanciais em fatos que o senhor trata em seu texto.

    Crer que: "O espiritismo é uma orgia necrofílica" é aceitável, pois trata se de uma opinião pessoal/passional.

    Afirmar:
    "seguidores são pessoas que encontram nesta religião, uma excelente oportunidade para aliviar(em) o inevitável mal estar de possuír(em) mais do que precisam para viver bem"
    É falta de conhecimento.
    Cada pessoa sabe o que procura aliviar ou encontrar em uma linha filoófico-religiosa, amigo!
    Não podemos ser arrogantes ou imaturos tentando supor ou afirmando saber o que vai na cabeça (ou no coração) de tantos outros.

    Ao citar:
    "Manifestação histérica"
    "Seus sacerdotes , durante seus acessos histéricos"

    O amigo deixa claro que sua leitura do Livro dos Espíritos foi superficial.
    A doutrina não apresenta transe histérico, nem sequer possui sacerdotes... Além de outras inconsistências mais preconceituosas, que não valem a citação.

    Talvez seja interessante para um novo artigo, munir-se de um "espírito" (sem trocadilhos) mais científico ou jornalistico e basear a pesquisa em leituras despojadas de opinião pessoal ou conversas francas e desarmadas com seus amigos que entendem e conhecem do espiritismo.

    Fica a dica :)

    Forte abraço!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Darth Vader!
    Um texto bem escrito (apesar de 'inegávelmente' não ter acento). Sou espírita e me interesso muito pelas religiões e antirreligiões - que não deixam de ser crenças, baseadas em outros modelos de compreensão do mundo. É sempre bom ler opiniões de pessoas com ideias diferentes, para que não nos tornemos fanáticos. No fim, somos todos crianças diante do universo indevassável, tentando viver da melhor forma possível.
    Um abraço,

    ResponderExcluir
  7. Gente , Não tomem o post como ataque pessoal à religiosidade espírita, por favor !
    De certa forma fico contente com as manifestações, pois é esse mesmo o objetivo do Blog, trocar opiniões.
    Stelar , sim , conheço beeeeem o espiritismo, podem acreditar. Muitos bons amigos são praticantes, já namorei meninas espíritas , já li o livro dos espíritos pela curiosidade e , sorry , para mim é uma metafísica furada e platônica ! É apenas a minha opinião, nada além disso . O bonito da net é se ter o direito a publicar uma opinião. Realmente não tive a intensão de magoar nenhum praticante , mas sei que o assunto é arrebatador, e rola um ressentimento. Queridos espíritas : Sem ressentimentos !!

    Clara : valeu pela correção ortográfica !

    [ ]s Vader

    ResponderExcluir
  8. Todo ponto de vista é a vista de um ponto.


    Respeito a sua opinião, existe muita "patologia" sim, nas muitas manifestações espirituais (seja em qual religião for), mas não acho que seja tão simples assim.

    O Espiritismo tem ligações em sua origem com as tradições religiosas orientais , muitas tendo em sua base principios como o da reencarnação, etc. E atualmente, mesmo dentro do espiritismo existem correntes de pensamento e ação muito distintas do que você afirmou aqui, seria interessante se informar mais. Porém, como eu disse antes, o espiritismo começou muito antes de Alan Kardec, é um processo evolutivo, e que não irá parar, se dará um dia continuando por outros caminhos (com outros nomes ou não), e vai se manter por muito mais tempo que algumas correntes da filosofia e psicologia com meros séculos de existência.

    ResponderExcluir
  9. Definição de médium(pesoa mais importante da casta espírita)- Neurastênico, autômato, visionário, antecâmara à esquizofrenia, agindo sobretudo nas mentalidades fracas e particularmente nas sugestionáveis(como toda a religião).

    Definição de Kardecismo-Pseudociência entre a religião e a filosofia,baseada no método INDUTIVO(em moda até fim do Sec.19) substituido pelo método DEDUTIVO.

    Definição de "NOSSO LAR"-Delirio paranóico-esquizofrênico,espécie de AVATAR com espíritos em lugar dos NAVI´S azulados.

    Definição final de ESPIRITISO-maior mesclagem de tipos religiosos já criado(um "samba do crioulo doido" metafísico),já que retirou do judaísmo-cristianismo Deus e Jesus com toda sua pretença caridade,porém agregou o ciclo de morte e renscimento do hinduísmo(Samsara),com um toque de mega-niilismo Budista

    ResponderExcluir
  10. Conforme escrevi acima, com esta postagem não tive a intenção de ofender cardecistas, macumbistas ou qualquer espécie de espiritualistas, muito embora, acidentalmente o fiz, e por isso peço desculpas a quem eventualmente possa ter se ofendido. Mas a humilde indagação de meu ponto de vista continua : por que esta desesperada tendência à credulidade, à crença no miraculoso, à crença no sobrenatural, à crença no espírito ? Me deixa a impressão de que, quando a existência nos submete à sua dura, desagradável , e às vezes intolerável disciplina (crescer, envelhecer, adoecer, morrer, perder entes queridos, etc), e contra a qual não há obviamente uma fuga; parece mais fácil para a maioria de nós viver em negação e fugir. Cria-se dentro de certas pessoas uma resistência contra as leis da realidade e do pensamento, que se tornam suas inimigas, porque os privam da possibilidades de se ter prazer "para sempre", de viver para sempre. Resta para elas se entregar aos atrativos do absurdo, odiar a razão e a ciência ou quem os considere. Recorrem ao padre, pastor, médium, pai de santo, diácono, cartomante, etc. Se escondem no ocultismo, um terreno onde a ruptura de leis e de regras é a própria regra em si. Parece que para estas pessoas é melhor falsificar as percepções e se entregar de corpo e " alma " (literalmente - com trocadilho) ao que não pode ser justificado. Ok, isso é uma tendência do homem : fazer birra, espernear, chorar e sair correndo daquilo que vai lhe causar desprazer, como uma eterna criança mimada. No caso , a morte é o maior de todos os desprazeres. Talvez a melhor maneira de enfrentar esse medo esteja em aceitar racionalmente a sua cruel inevitabilidade , e ao invés de se perder tempo e energia tentando criar uma fantasia de "vida eterna", gastarmos cada precioso segundo de forma à fazê-la melhor enquanto durar. A outra solução é continuar sendo uma criancinha esperando eternamente pelo peito da mamãe.

    Ps : Imagino que deve ser muito ruim viver em um mundo assombrado por fantasmas ...

    ResponderExcluir
  11. Parafraseando um famoso ateu:"Se existem espítritos,almas penadas,desobsessores,ectoplasmas,são ELES que tem que me dizer que existem ,não VOCÊS!!"

    ResponderExcluir
  12. Não basta afirmar que leu o livro dos espíritos e que conhece o espiritismo quando suas afirmações mostram uma grande falta de conhecimento do assunto.
    Procure se informar melhor.

    ResponderExcluir